EP 1º/4º ANO

13394196_1106346109404055_7132084353913383874_n Teresa Barradas
Este espaço será de ajuda. Aqui, vou partilhar os meus conhecimentos e experiência, expor as minhas idéias e deixar sugestões para atividades (tutoriais, vídeos, livros) com base no programa de Expressão Plástica para o 1º ciclo do Ensino Básico.

EXPRESSÃO PLÁSTICA no 1º CICLO do Ensino Básico

A expressão plástica é a expressão de emoções e sentimentos através da criação e modificação de materiais plásticos, deverá ser uma forma de libertação, através da qual uma criança se sente confortável e à vontade para usufruir da sua imaginação e criatividade sem quaisquer representações.

Defendemos que a expressão plástica está centrada na criança, nas suas capacidades e necessidades, não na produção de composições estereotipadas. O leque de situações e experiências de aprendizagem que deverão ser proporcionadas às crianças, deverá levá-las a um domínio da sua capacidade de se exprimir plasticamente e de forma criativa.

As Orientações Curriculares para o 1º ciclo, orientam o estudo da expressão plástica nas vertentes da descoberta e da exploração, segundo “a manipulação e experiência com os materiais, com as formas e com as cores permite que, a partir de descobertas sensoriais, as crianças desenvolvam formas pessoais de expressar o seu mundo interior e de representar a realidade. A exploração livre dos meios de expressão gráfica e plástica não só contribui para despertar a imaginação e a criatividade dos alunos, como lhes possibilita o desenvolvimento da destreza manual e a descoberta e organização progressiva de volumes e superfícies. A possibilidade de a criança se exprimir de forma pessoal e o prazer que manifesta nas múltiplas experiências que vai realizando, são mais importantes do que as apreciações feitas segundo moldes estereotipados ou de representação realista. Apesar da sala de aula ser o local privilegiado para a vivência das actividades de expressão plástica, o contacto com a natureza, o conhecimento da região, as visitas a exposições e a artesãos locais, são outras tantas oportunidades de enriquecer e alargar a experiência dos alunos e desenvolver a sua sensibilidade estética” In: Organização Curricular e Programas para o 1º Ciclo do Ensino Básico, 4ª edição. Ministério da Educação (aqui).